✂Entretela: definição, o que é para que serve, como e onde utilizar✂

Resultado de imagem para ENTRETELA PARA ROUPA




Definição: Entretela é um material de estrutura, que dá peso e estabilidade para os seus trabalhos.
Tipo de aviamento em tecido, material sintético ou fibra de papel, de várias espessuras e cores, podendo ser usadas em uma das faces adesivas que contém nela ou também podem ser utilizadas entre duas partes de uma peça de tecido, com a finalidade de manter armadura ou firmeza na peça, dar estrutura para a roupa, como por exemplo: em golas, lapelas, punhos e cós de calças etc. Existe um tipo em especial de entretela cujo material é adesivo nas duas faces, muito utilizada para golas e lapelas, ou para fazer bainhas rápidas.A entretela (também conhecida com "intertela" em algumas regiões brasileiras) é um tecido de cor branca, chumbo ou preta, especial para a confecção de colarinho de camisas, tanto masculinas quanto femininas.

É composta por algodão ou TNT (Tecido Não Tecido). As mais tradicionais levam uma camada de resina termocolante, que permitem a colagem das camadas sem a necessidade de utilizar goma de farinha, como antigamente as costureiras faziam.
Existe entretela sem cola também. Nesse caso, é necessário passar a goma ou alinhavar um tecido sobre o outro, antes de costurar, para garantir a qualidade da fabricação.


Se o tecido de sua escolha para compor a camada frontal for de textura fina, é indispensável o uso da entretela. Quanto mais camadas de tecido, mais firme e encorpado ficará o seu corset.


A ENTRETELA DE TNT NÃO DEVE SER USADA PARA COMPOR UM CORSET. USE SOMENTE ENTRETELA DE TECIDO 100% ALGODÃO.



A entretela deveria ser a acompanhante mais fiel de toda pessoa que trabalha com máquinas de costura. Entretanto, muitas pessoas, em geral iniciantes do mundo da costura, ignoram os benefícios que ela pode trazer para o resultado final dos projetos.

Muitas destas pessoas, de fato não entendem exatamente o que é a entretela ou qual tipo de entretela deve ser usada para determinado projeto de costura…

Existem vários tipos distintos de entretela… Dentre todos estes tipos, falaremos hoje da entretela colante e da entretela não-colante. E o nome já diz tudo…

Entretela colante

A entretela colante é aquela entretela que tem pequenas bolinhas de cola em um lado, que quando passamos o ferro grudam no lado avesso do tecido. Um erro comum dos iniciantes da costura é utilizar Fibra no lugar da entretela colante… De fato funciona, mas você realmente não vai querer saber da fibra se começar a utilizar a entretela! Ela até demora um pouco para colar no tecido, é outra coisa para medir e cortar e é mais uma costura, mas o resultado que ela dá é maravilhoso!

Entretela não-colante

Também chamada de entretela costurável, a entretela não-colante pode ser a entretela cavalinho, morim, algodão engomado, organza ou outros tecidos sem cola que, quando aplicados à roupa, dão mais firmeza, corpo ou rigidez ao tecido principal. Esse tipo de entretela tem algumas vantagens em relação às entretelas colantes: não forma bolhas, não endurece o tecido, existe em maior variedade de peso, espessura e caimento.
É comumente usada em roupas de festa e alfaiataria, em que o bom caimento e a qualidade da roupa são muito importantes.
É bom ter uma caixa só de entretelas dos mais diversos tipos para não ficar na mão nunca… Existem vários outros tipos de entretelas, de tecido e de papel. O melhor é ir na loja de tecido e sentir o toque das entretelas e pedir indicações diretamente para o vendedor sobre qual tipo usar em cada projeto de costura.

Costura sem entretela

Niqueleira sem entretela
Percebe-se que a niqueleira acima está sem entretela. Observe como ela parece um pouco mole e inconsistente. Isso faz parecer um pouco “barato” e nada profissional!

Costura com entretela

Niqueleira com entretela
A niqueleira acima está com uma entretela grossa, que dá peso ao trabalho. Observe que ela parece firme, estável e o tecido parece esticado e sem rugas. A entretela deixa o trabalho muito mais profissional e completo, ainda mais se compararmos os trabalhos acima.
Como comprar?
A entretela pode ser encontrada em diversos tipos e variam de espessura e material, podendo ser de algodão, lã, fibras de viscose, TNT (tecido não tecido) ou de malha. Segundo Fischer (2010), elas são usadas para dar forma e estabilidade em partes das peças que precisam de reforço e resistência e podem variar entre termocolante ou costuradas.

Dentre as termocolantes, deve-se observar o ponto de fusão adequado para o tecido em que se está trabalhando. Outro aspecto importante se dá na estrutura deseja da peça, pois há entretelas que podem estabilizar uma ou todas as direções dos tecidos.




Portanto, deve-se considerar sempre o uso das entretelas na produção das peças, constando nas fichas técnicas, bem como o consumo, o tempo e a pressão necessários para a colagem e fixação das partes.

É importante indicar que elas usualmente são cortadas com 5 mm a menos que o tamanho da modelagem, chama-se margem negativa. Isso ocorre por vários motivos, um deles é para evitar saiam do tecido e passem a cola para outra superfície, como para prevenir que as costuras fiquem grossas e pesadas.









Na hora de escolher uma entretela preste atenção em 3 fatores:
Tecido: o tipo que está sendo usado, e as características que possui como, encolhimento, composição química e reação ao calor.
Objetivo: escolher a parte a ser entretelada, pode ser uma grande ou pequena área.
Efeito: o caimento desejado, pode ser toque mais leve ou mais pesado, suave ou rígido, encorpado ou não.


Para a forma de aplicar, observe esses 4 fatores:
Temperatura: para cada tipo de resina adesiva deve ser aplicada uma determinada temperatura, as mais baixas podem não funcionar, se for alta pode danificar a resina, então sempre teste um pedacinho antes de colocar na peça final.
Tempo necessário para fusão: dê um tempo para que a entretela solte sua cola, em média 5 segundos por pressão.
Pressão: empregar pressão adequada durante a aplicação, para um bom resultado, tente colocar o mesmo peso para colar toda a entretela.
Resfriamento: adequado após a fusão para o efeito desejado, não faça a aplicação da entretela em local onde tenha corrente de ar, isso pode causar bolhas deixando o aspecto do tecido entretelado feio.




Golas e decotes








1) cortar a interface com a forma das peças que necessita de ser aplicada para, através do seu padrão como um modelo. Eu gosto de desenhar em torno de meu teste padrão no lado para o lado . Se a forma que eu preciso é simplesmente um retângulo, como para a abertura traseira virada para uma Blusa  eu gosto de medir a forma do padrão e desenhá-la em frente na minha interface. (Veja método também alternativa abaixo.)





2) Coloque o pedaço de tecido sobre uma tábua de engomar, lado avesso voltado para cima. Posicione a interface em cima dela, lado adesivo virado para baixo.Coloque um pano pressionando em cima - eu uso um pedaço de musselina, ou você pode usar um outro pedaço de tecido ou mesmo uma toalha. Pressione suavemente sobre o tecido com um ferro quente e seco durante alguns segundos para permitir que o lado adesivo para derreter e aderir ao tecido.

Certifique-se de o lado adesivo da entretela não entrar em contacto com o ferro, ou ele vai deixar uma marca de cola queimada horrível .Também deve ter cuidado para não mover o ferro ao redor ou a interface pode ficar pegajosa - basta manter o ferro estático.




Dicas

Como escolher uma entretela?


São três os fatores que devemos levar em consideração quando escolhemos entretelas:

O tipo de tecido que será entretelado, pois as diferenças existentes entre os diversos tipos de tecidos tais como peso, composição, índice de encolhimento, acabamento, composição química, reação ao calor e outras, requerem diferentes tipos de entretelas. Para isso, as entretelas devem possuir diferentes pesos, elasti­cidades e adesivos.

A função que será entretelada, ou seja a parte da roupa que receberá a entretela. Pode ser uma grande área, como uma frente de paletó, ou uma pequena área, como colarinho de camisa e cós de calça. Fun­ções diferentes requerem entretelas diferentes.

Toque & Caimento que queremos oferecer à peça confeccionada. Se queremos uma peça mais leve e desestruturada devemos trabalhar com uma entretela mais leve. Se procurarmos algo mais pesado e estruturado devemos trabalhar com uma entretela mais pesada. Condições climáticas, estilo e modela­gem definem o toque e caimento desejado.

Após a escolha da entretela, recomendamos sempre a realização de seus próprios testes de aplicação para verificar se todos os itens estão satisfatórios: adesão, caimento, comportamento após lavagens, etc.

Como entretelar corretamente?

Mesmo após a escolha da entretela correta, no momento do corte, devemos fazer com que o sentido da ourela da entretela acompanhe o sen­tido da ourela do tecido.

Em se tratando de entretelas termocolantes, devemos seguir cuidadosamente as condições de fusionamento indicadas pelo fabricante, que são: tempo, temperatura e pressão. A termocola­gem pode ser efetuada utilizando-se esteira, prensa elétrica, ferro industrial ou ferro caseiro.

Para aqueles que utilizam o ferro de passar na entretelagem, um bom resultado só é conseguido caso a entretelagem seja feita por partes, NUNCA se deve passar a entretela, mas sim, aplicando por partes (correto), assim estaremos respeitando as condições de tempo e pressão necessários para a entretelagem.

É fundamental que estes 3 itens TTP ( temperatura, tempo e pressão ), caminhem juntos, para que se obtenha uma perfeita qualidade de fusionamento.

Temperatura: para cada tipo de adesivo existe uma temperatura ad­equada e específica.

Tempo: é o tempo em que o tecido e a entretela permanecem na zona de fusão. Este tempo pode variar de acordo com o adesivo.

Pressão: é necessário uma pressão durante a aplicação da entretela ao tecido, independente se for com ferro ou com prensa.


Entretela Teclabel



COMO ENTRETELAR O TECIDO


Utilize uma mesa de passar roupas ou forre uma mesa simples. Você pode utilizar algumas camadas de lençóis sobre camadas de toalhas, como as costureiras, humildes como eu, costumam fazer.



Estenda a entretela com a camada intercolante virada para cima. Sobre ela estenda o tecido, de sua escolha, com o avesso voltado de frente para essa camada de cola.



Encaixe os dois tecidos devidamente e prenda-os um no outro, com alfinetes pelas beiradas, para não escorregarem. Corte os excessos da entretela, se sobrarem, antes de iniciar o passamento à ferro.



Esquente o ferro de passar com temperatura adequada para o tecido principal e comece, passando os tecidos do centro para fora. De preferência, não use vapor.


Depois de uma prévia colagem vire, com muito cuidado, a entretela para cima. Esquente mais o ferro com temperatura adequada e passe os tecidos da mesma forma citada acima, até ter certeza que estão bem colados um no outro. Retire os alfinetes, finalize passando as beiradas.

A TecLabel é adequada para a aplicação da técnica de apliquée com quilt à máquina e para a adesivagem de tecidos.






r

"RECOMENDAÇÃO
Temperaturas excessivas danificam o adesivo sob o papel; temperaturas insuficientes impedem a boa união entre a entretela e o tecido. Faça testes preliminares para encontrar a condição ótima de tempo e temperatura. Se utilizar ferro elétrico, geralmente a 1º ou 2º regulagem,
traz os resultados desejados." (conforme site da TecLabel)





"PROCEDIMENTO:
1º Unir o avesso do tecido à face termocolante da entretela através de tratamento térmico;
2º Riscar e cortar o aplique;
3º Retirar o papel siliconizado que protege a fase adesivada da entretela;
4º Posicionar o aplique no tecido principal."




Um dica "nossa": utilize temperatura média, por volta de 150º e apenas pranche o ferro sobre a entretela, não deslize;







Você encontrará a entretela dupla face em duas larguras, 0,45m e 0,90m, para cada tamanho de projeto! A Teclabel é distribuída nacionalmente através da
A TecLabel é adequada para a aplicação da ténica de apliquée com quilt à máquina e para a adesivagem de tecidos.



A TecLabel é adequada para a aplicação da ténica de apliquée com quilt à máquina e para a adesivagem de tecidos.

Fontes:Sigbol, Teclabel,Robermaq 
Share on Google Plus

0 comentários :

Dê nos sua opinião