PEQUENO GUIA PARA COSTURAR MALHA (NA MÁQUINA COMUM)

Quem tem medo de costurar malha?
Eu tinha, e acreditava ser impossível sem as máquinas apropriadas. É claro que existem acabamentos que não conseguimos reproduzir em casa, e que com uma overlock você vai costurar tudo muito mais rápido e fácil, mas dá para fazer sim.
Estou preparando um molde e tutorial de calça legging para o blog e achei bacana fazer este mini guia como introdução.
dicas para costurar malha na máquina comum
A chave para costurar malha na máquina caseira é: testar, testar, testar. Cada tipo de malha vai se comportar de uma maneira diferente, então gaste um tempo antes de iniciar a costura da peça testando pontos e tensão da linha em retalhos de seu tecido.

PREPARANDO A MALHA

Antes de costurar, abra a malha sobre uma mesa e faça algumas “dobras/ondas”, deixando-a bem solta, e deixe descansar por pelo menos 12 horas. Isso vai soltar a tensão dos fios.
Algumas malhas encolhem mais, outras menos, mas basicamente: quanto maior a porcentagem de algodão na composição maior o risco de ela encolher após a lavagem. O problema de lavar a malha para o pré encolhimento é que após a lavagem ela fica mais difícil de se trabalhar (perde um pouco de estabilidade). Eu raramente lavo antes, mas na elaboração do molde levo em conta a possibilidade de pequeno encolhimento e deixo um pouco de folga.

ELASTICIDADE E % DE ALONGAMENTO

Os moldes desenvolvidos para tecidos com elasticidade virão com a seguinte anotação: para tecido com x% de alongamento. Você vai precisar calcular a elasticidade de seu tecido para ver se está de acordo com o que o molde pede.
Calcular a elasticidade da malha é bem simples:
1. No sentido da trama do tecido (perpendicular as ourelas) marque um trecho de 10 cm com alfinetes. Não marque muito na beirada do corte para evitar distorções.
2. Estique o tecido próximo à uma régua, mantendo uma das agulhas no ponto 0, e veja até onde vai a outra agulha. Esta será a porcentagem de alongamento (como iniciamos com 10 cm, para cada centímetro alongado teremos uma porcentagem de 10%).
dicas para costurar malha em máquina comumdicas para costurar malha em máquina comum

AGULHAS

A agulha na máquina deve ser do tipo “ponta bola”. Como o nome já diz, ela tem a ponta arredondada, que atravessa a trama da malha sem cortar as suas fibras.
Ela tem uma faixa dourada no topo, e normalmente ela já vem com a máquina de costura. Provavelmente você até já tenha ela aí e nem sabia que era diferente da agulha comum. Caso contrário é fácil de achar em armarinhos.
dicas para costurar malha agulha ponta bola

CORTE

No corte, atenção para o fio do tecido indicado no molde! Se o fio não ficar perfeitamente paralelo à ourela a peça ficará com as costuras desalinhadas (torcidas) no corpo. Reserve um tempo para alinhar muito bem o tecido e fazer um corte perfeito. Faz muita diferença, acredite.
dicas para costurar malha corte do tecido

COSTURA

O ponto reto que usamos para costurar tecido comum não vai funcionar com a malha, pois ele não “estica” junto com o tecido. Em peças que não cedem muito (uma camiseta larga ou uma peça em moletom) você talvez nem perceba, mas em uma gola mais justa ou uma legging, a costura provavelmente vai arrebentar quando sofrer alguma tensão.
As máquinas de costura mais novas vêm com vários pontos elásticos, mas se a sua for mais antiga e tiver só o zig zag comum tudo bem, vai funcionar.
Abaixo alguns dos pontos que tenho em minha máquina (Brother SQ 9000). Dê uma olhada na sua e experimente o que você tem disponível.
Qualquer que seja o ponto, faça testes em um retalho (dobrado ao meio) para ajustar a tensão da linha e o comprimento e largura do ponto, até que esteja bem uniforme e sem formar babados.
1. Zig zag comum
Faça um zig zag curto e estreito. Mudando da largura e comprimento do ponto dá para fizalizar uma peça inteira só com ele, até pregar elásticos.
dicas para costurar malha ponto zig zag
2. Ponto elástico
É quase uma mistura de ponto reto com zig zag.
dicas para costurar malha ponto elástico
3. Ponto elástico triplo
Este é o meu favorido. Olhando de longe ele é parecido com uma costura reta comum, mas na verdade ele faz pontos retos para frente e para trás, alternando, e deixando a costura bem reforçada.
dicas para costurar malha ponto elástico triplo
4. Zig zag de 3 pontos
Gosto de usar este tipo de zig zag para a colocação de elásticos.
dicas para costurar malha ponto zig zag 3
5. Chuleado/imitação de overlock
Imita o ponto da overlock, para costurar e dar acabamento.
Este ponto costuma formar “babados” da borda do tecido. Se isto acontecer vá alterando o tamanho do ponto e na tensão da linha até a costura estar uniforme. Você vai precisar ajustar a margem de costura também (cortar o excesso), para ficar do tamanho de seu ponto.
dicas para costurar malha ponto imitação overlock
6. Ponto elástico triplo com agulha dupla
Este é ótimo para imitar a costura da galoneira – aquela costura dupla que aparece nas barras de peças industrializadas.
dicas para costurar malha ponto elástico agulha dupla
Na hora da costura, NÃO estique a malha, apenas guie com a mão para a direção correta. A máquina deve puxar as camadas da malha de maneira uniforme.
Se a malha for escorregadia, pode acontecer de a camada de cima (do pé da máquina) não seguir a camada de baixo (dos dentes de transporte que movem o tecido), sobrando no final da costura. Alfinete ou alinhave a peça antes de iniciar a costura e vá verificando sempre se todas as camadas estão alinhadas.
Bata as costuras à ferro a medida em que for costurando. As vezes ela pode parecer enrugada, mas só com a pressão do ferro fica tudo lisinho. Apenas pressione o ferro para não deformar o tecido.
Cuidado com ferro quente em malha sintética – siga as instruções de cuidado de seu tecido.
Como acabamento, você pode somente cortar pela metade a sobra da costura para as malhas que não desfiam. Se desfiar, faça também uma costura zigzag na borda, como você faria no tecido plano comum.
Escolha uma malha fácil para começar: meia malha (tipo de camiseta), moletom fino, cotton – malhas estáveis e não muito escorregadias. Assim como no tecido plano, ninguém começa a costurar em uma seda fininha. Você evita frustrações e aborrecimentos desnecessários.
Tomou coragem?
No próximo post publicarei um projeto completo (com molde) para colocar em prática essa teoria toda. Até lá!
Créditos:Costurinha.net
Share on Google Plus

Um comentário :

Dê nos sua opinião